TRANSCENDÊNCIA.

Minha foto
Meu nome completo é Ivone Henriques Sato, sou casada e feliz por ter encontrado o amor em minha Vida com "V" MAIÚSCULO,como costumo dizer e escrever, aqui deixo meus pareceres sobre a Vida, minha linda e amada Vida que ganhei de presente. Sim, de presente, viver é mesmo um lindo presente, portanto agradeço imensamente, principalmente aos meus familiares queridos, meu casal de filhos, casados, felizes, meus netos amados, dois lindos casais, hoje estão ficando adolescentes, eu, ah, sou uma sexagenária feliz da vida!!!

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

NATAL.

Natal, tempo de envolvimento,
comunhão familiar,
participação.
A nossa consciência envolvida
no processo da espera,
sapatinho na janela!
Tudo na esperança de reunir 
os que estão longe, 
os caros da nossa vida,
isso é tudo de bom, abrir o coração!
Sentir a emoção de que há 
algo a nos embalar nos sonhos
de brilhos e luzes!
Brilhos e luzes que iluminam nossas almas,
nos levam a pensar e repensar
o que isso tudo possa 
nos elevar!
Natal, simbolo espiritual,
Jesus nasceu afinal,
veio com missão fenomenal,
Se Doou no final!
Feliz Natal!

Ivone




Quando nos libertarmos do nosso medo, nossa presença automaticamente libertará aos outros.

“Nosso medo mais profundo não é o de sermos inadequados. Nosso medo mais profundo é que somos poderosos além da conta. É nossa luz, não nossas trevas, o que mais nos assusta. Nos perguntamos, 'Quem sou eu para ser brilhante, grandioso, talentoso e famoso?' Na verdade, quem não somos? Você é uma criança de Deus. Seu jogo despretencioso não serve ao mundo. Não há nada errado com o retrocesso, assim as pessoas não se sentem inseguros com você. Nascemos para manifestarmos a glória de Deus dentro de nós. Não apenas dentro de alguns de nós; mas em todos nós. E quando deixarmos nossa própria luz brilhar, conscientemente daremos às pessoas permissão para fazerem o mesmo. Quando tivermos nos libertado de nosso medo, nossa presença automaticamente libertará aos outros.” Nelson Mandela

Que linda lição nos deixou esse grande homem, eu não me canso de louvar pessoas assim, as que não temem nada quando sabem que vieram por uma boa causa, a alma sabe, ela sempre sabe e quando a sentimos e nunca desistimos, aí sim percebemos que valeu, que vale, que sempre valerá a vida, ele se foi, como sempre digo, nada acaba com a morte física, mas continua, se fica por perto dos vivos aqui da terra para não perder contato, não perder o fio da meada, pois quando de novo aqui se decidir voltar e continuar o que não pode ser concluído em uma única existência, a vida por aqui é de no máximo oitenta anos, portanto não se consegue nesse tempo realizar todos os intentos!
Mas ele viveu muito mais do que a maioria, quem sabe voltará para poder desfrutar de tudo o que não pode da última reencarnação?!Quem sabe?!
Aqui fica só uma questão, pois em meu entender a vida vale muito, tanto e só nessa minha concepção de vida é que me encaixo e vivo feliz fazendo tudo de acordo com minha consciência.
Se está bom para mim e para todos, melhor, se não sigo só, não há problema!

Ivone

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Aposentados, mas nunca aposentados inativos.

Os melhores sonhos, as mais lindas imagens, coisas maravilhosas acontecem em nossa vida interior. Chegou a hora de começar a fazer o possível e impossível para que nossa vida exterior se coordene com essa vida interior. 
Hoje foi dia de Lua Vazia a partir das 12h05, horário de verão de Brasília, dia virá e está chegando, em que, com a mesma naturalidade com que buscamos informações de trânsito ou meteorológica para nos prepararmos para o dia que começa, também buscaremos referências astrológicas, pois, o Universo em que nos movimentamos e experimentamos e queremos ser, só é acessível através de um diálogo com o Universo.
Fazemos parte integrante do Universo e uma interlocução pode ser estabelecida para nos posicionarmos e prepararmos nossas atividades. 
Dados simples, como os períodos de Lua Vazia, se os respeitarmos e observarmos para organizarmos nossa agenda, podem diminuir nosso estresse a níveis irrelevantes, pois, saberemos quando é propício iniciarmos atividades importantes e quando nos retirarmos para descansarmos, mesmo que o horário seja oficialmente de trabalho. 
Ah, que bom que há isso de entender a vida em seus mínimos detalhes, hoje faço isso, saio quando bem entendo e faço tudo ficar parecendo feriado, hoje foi a vez do meu marido(eu fico para atender clientes de nossa, embora fechada microempresa, mas que ainda dá para se ganhar dinheiro trabalhando), ele foi pescar e eu trabalhei em seu lugar.
Muito bom revezar e nunca parar, aposentados, mas não aposentados inativos!

Ivone

“ Se o seu navio não chega, nade até ele.” Jonathan Winters

A vida sempre dá tudo o que se quer, para tanto há que se mover, ir em frente, ir até ao sonho sonhado, sei que pode parecer que é fácil assim dizer e escrever, mas é mesmo assim.
Nada chega perto por simples desejar, temos sim, que primeiro criar em nossa mente, até as doenças são curadas pelo fato de pensar que, se ela está aí é para nos fazer pensar em que direção anda nossa mente que cria, pois se podemos criar coisas boas, as doenças também seguem o mesmo critério!
Pois é, eu sou imensamente feliz por ter aprendido isso, faz tempo que não tenho mais nenhum problema de saúde, a minha é boa e perfeita, até uma alergia que me deixava em maus lençóis sumiu, joguei fora o histamínico que eu tinha sempre comigo, pois bastava uma leve picada de inseto e baixava hospital para acalmar e me livrar das reações!
Tudo é fácil quando assim predispomos a acreditar nas facilidades, não me conformo com coisas ruins, nem acredito que há provações aqui na terra quando queremos viver felizes e contentes com nossa vida e com a vida do nosso próximo!
Acho que muitas pessoas nem pensam nisso que aqui estou discorrendo, acham que é só uma forma de postar um texto, uma prosa, coisa só para se fazer ler, mas não, há comprovação científica para isso, só é preciso disposição para estudar essa questão! 

Ivone

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Manifesto pela Educação Nova no Brasil, lançado há 8 décadas, continua atual li isso no jornal, acervo da Globo.

"Dirigido ao povo brasileiro e aos governos, um manifesto lançado por um grupo de notáveis, em 1932, indicava a prioridade das prioridades do país: a educação. Ousado para a época e ainda atualíssimo oito décadas depois, o documento assinado por educadores, escritores e intelectuais chamava a atenção das autoridades e da sociedade para a necessidade de reformar o sistema educacional e investir na escola pública, obrigatória, essencial ao desenvolvimento do Brasil. 
Entre os pioneiros da educação nova, signatários do manifesto, estavam Anísio Teixeira, Fernando de Azevedo, Cecília Meirelles, Afrânio Peixoto, Roquette Pinto, Hermes Lima, Paschoal Leme e Lourenço Filho. “Na hierarquia dos problemas nacionais, nenhum sobreleva em importância e gravidade ao da educação. Nem mesmo os de caráter econômico lhe podem disputar a primazia nos planos de reconstrução nacional”, dizia o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova. Publicado na íntegra pelo jornal O GLOBO, em 28 de março de 1932, o documento afirmava que “é impossível desenvolver as forças econômicas ou de produção, sem o preparo intensivo das forças culturais e o desenvolvimento das aptidões à invenção e à iniciativa, que são os fatores fundamentais do crescimento de riqueza de uma sociedade”. 
Divulgado em meio à reorganização do Estado brasileiro após a Revolução de 30, no governo de Getúlio Vargas, o manifesto contrariava a Igreja Católica da época, por defender também uma escola laica e gratuita. 
Responsáveis pela educação de tradição religiosa, voltada para a formação de uma elite intelectual, as ordens ligadas ao catolicismo mantinham colégios particulares em todo o país. 
O documento — que se encaixaria na agenda de discussão de qualquer política pública atual — também pregava a necessidade de se criar uma escola de qualidade no Brasil, em sistema integral e acessível a todos, sem discriminação de classes ou de gênero. 
Para isso, era preciso investir nos professores, com “formação e remuneração equivalentes que lhe permitam manter, com eficiência no trabalho, a dignidade e o prestígio indispensáveis aos educadores”. 
Três anos após o lançamento do manifesto e depois de ocupar o cargo de diretor da Instrução Pública do Distrito Federal (equivalente a secretário de Educação do Rio de Janeiro), Anísio Teixeira liderou a criação, em 1935, da Universidade do Distrito Federal. O projeto de Teixeira, então com 35 anos, foi inspirado num modelo de fomento à ciência e à tecnologia desenvolvido nos Estados Unidos, onde o educador estudara, nos anos 20, na Universidade Columbia (assim como o sociólogo e antropólogo Gilberto Freyre). 
Na Universidade do Distrito Federal ensinavam prestigiados pesquisadores e artistas, como Villa-Lobos, Mário de Andrade e Portinari. Mas o sonho terminou durante a ditadura do Estado Novo (1937-1945), instaurado por Vargas. 
Contestada pelo ministro da Educação, Gustavo Capanema, a universidade acabou fechada por decreto, em 1939. 
Nas décadas seguintes, porém, a utopia de Anísio Teixeira — autor da célebre frase “educação não é um privilégio, é um direito” — inspirou projetos educacionais espalhados pelo país, desde escolas de ensino básico até o nível superior. 
Com a ajuda dos educadores e intelectuais que também apoiavam as ideias de uma educação como base da democracia no país, Teixeira idealizou, por exemplo, a Universidade de Brasília (UnB), junto com Darcy Ribeiro. 
Conselheiro para assuntos de educação de Juscelino Kubitschek, o educador foi convidado pelo presidente para fazer o plano educacional da nova capital da República, criando então a UnB, em 1962, com uma estrutura defendida desde a experiência da Universidade do Distrito Federal, na década de 30."
Gustavo Villela


Não é á toa que chegamos aqui nesta lástima total, EDUCAÇÃO nunca foi prioridade para nenhum governante desse país, estamos pagando caríssimo tanto atraso, hoje há a juventude "nem-nem" que não trabalham, não estudam...
Vamos pensar que, quem sabe ainda haverá quem possa retomar o que ficou para trás, nossa, 80 anos é mesmo muito difícil de se recuperar, os estudiosos de classe média alta foram "lá fora" estudaram, trouxeram o que aprenderam, quiseram fazer algo, mas não deixaram!
Que pena que é constado o resultado com "esses assaltantes" que colocamos no poder para nos representar!

Ivone

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

"Olhei noutro sentido, e pude, deslumbrado, Saborear, enfim, O pão da minha fome. — Liberdade, que estais em mim, Santificado seja o vosso nome." Miguel Torga

Liberdade, quando se diz essa palavra o que vem em nossa mente? Pois é, muitas vezes pensamos que ser livre é poder fazer tudo o que se quer, tudo o que se deseja, ir e vir, ah, ir e vir é muito bom, essa liberdade é protegida por lei! Mas o meu conceito de liberdade é peculiar, pois a tenho e respeito a liberdade alheia, sim, minha liberdade não é abusiva, todos têm o direito de ser como são, de pensar e fazer o que lhe aprouver, mas me dou o direito de não me sentir constrangida, de gostar ou não das pessoas, elas também têm o direito de não gastarem de mim! Ah, como é bom ser livre e feliz, de poder andar com a cabeça erguida, olhar para todos os lados sem me sentir intrometida e/ou invadida, pois é, não invado e não deixo que invadam minha vida! Portanto a frase acima caiu bem dentro do meu conceito de vida e liberdade, "o pão de minha fome", "Liberdade que estais em mim, santificado seja o vosso nome", amei essa frase e deixo-a aqui para que todos possam também pensar e refletir! Sou tão eu mesma que nem por segundos deixo as vidas das pessoas interferirem na minha, nem mesmo os que me são caros, e são muitos os caros em minha vida, por eles faço tudo, até se preciso for darei a minha, mas darei por decisão minha, só por decisão minha! 

Ivone

sábado, 3 de dezembro de 2016

“ Se quiser que o mundo saiba de uma determinada história, escolha a pessoa certa, conte e peça segredo absoluto”. – Danuza Leão

Pior que é verdade isso, portanto sigo as recomendações do meu pai, (quando digo sobre meu pai e suas recomendações é porque ele sempre via o lado não tão bom das pessoas,rsrs, daí aprendi a me proteger, só isso), minha mãe era sábia por natureza, também nunca contava desgraças ou grandezas, ela era a gentileza em pessoa, sempre com um belo sorriso de amor e paz, acho que por isso também aprendi a ser otimista e bem positiva! Amo ver o lado bom, embora eu saiba que as pessoas têm os dois, uns meio mais e outros meio menos, rsrs, entendam se puder?! Mas a frase é de quem teve algumas experiências assim, portanto eu me afino porque também já tive, quem não teve né mesmo? Coça a língua, coça a mão, coça tudo e enquanto a pessoa não solta, fica se coçando, então eu não causo mais nenhuma coceira em ninguém,rsrs! Ah, vida boa, hoje me sinto a pessoa mais leve do mundo, não confio muito em ninguém, sendo assim sigo só a mim, pois viver, ah, é mesmo um dom, um lindo dom que quem o desenvolve vive e é feliz! 

Ivone

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

“O otimista erra tanto quanto o pessimista, mas não sofre por antecipação.” Fernando Sabino

Amigos que me são caros e que me dão o prazer de aqui ler minhas divagações, minhas prosas, meus momentos de reflexões, que como todo mundo se indigna, se sente mal diante dos acontecimentos que, poderiam ser evitados, mas infelizmente não o são.
Sou otimista por natureza, mas isso não me tira a capacidade de pensar, ver, sentir e perceber, portanto em uma única coisa posso ter capacidade de mudar, entender e fazer as coisas ficarem menos difíceis, a mim mesma, eu melhorando melhoro um pouquinho o mundo em que vivo e que queria ver ser do jeito que gostaria, todos felizes, alegres, contentes, mas não é assim, não sou responsável por todos, mas somente por mim.
Alguns até podem dizer que essa é uma atitude covarde, mas não nasci para ser ativista, seria bom se assim fosse, mas cada qual nasce para algo que só a Vida pode nos dizer, eu tenho o dom de perceber, aos meus passei e sempre passo meus bons valores que recebi dos meus antepassados, meus avós, meus pais, meus amigos espirituais!
Vamos indo, eu amo ser otimista, amo sentir coisas boas mesmo em um amontoado de "caos"!
Como a frase acima, erro tanto quanto o pessimista, mas nunca, em momento algum, sofro por antecipação, isso não!

Ivone

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

“Quando eu era menino, os mais velhos perguntavam: o que você quer ser quando crescer? Hoje não perguntam mais. Se perguntassem, eu diria que quero ser menino.” ― Fernando Sabino

Ah, como é bom ler coisas que nos levam ao tempo que passou, onde tudo era incógnita, sonhos sonhados ainda em tenra idade nos dava a ilusão de que éramos escravos da infância, essa que muitas vezes sentíamos podados em tudo, "não pode isso, não pode aquilo, não escute atrás das portas, não leiam isso ou aquilo", ah, eu como todas as crianças tinha tanta curiosidade, é errado sim escutar atrás das portas, mas na infância quem nunca o fez,rsrs? É, quem nunca quis saber o que os adultos tanto conversavam e não podíamos escutar?
Eu nunca disse aos meus filhos, "saiam  não podem ouvir a conversa de adultos", meus pais também não diziam isso para mim ou meu irmão, pois sabiam que se assim agissem despertariam a curiosidade, meu irmão e eu, quando éramos crianças, víamos as famílias se juntarem e eram tantas conversas que queríamos participar, somos hoje adultos e temos famílias, filhos, netos e continuamos amigos, que alegria isso! 
Mas a tal pergunta,ah, essa, eu nunca ouvi dos meus pais, eles sabiam que seria difícil de responder, pois hoje penso que, responderia, quero ser adulta, crescer, mas como é bom poder lembrar que tivemos um tempo tão bom, tão salutar, tão leve e nem sabíamos!

Ivone