TRANSCENDÊNCIA.

Minha foto
Meu nome completo é Ivone Henriques Sato, sou casada e feliz por ter encontrado o amor em minha Vida com "V" MAIÚSCULO,como costumo dizer e escrever, aqui deixo meus pareceres sobre a Vida, minha linda e amada Vida que ganhei de presente. Sim, de presente, viver é mesmo um lindo presente, portanto agradeço imensamente, principalmente aos meus familiares queridos, meu casal de filhos, casados, felizes, meus netos amados, dois lindos casais, hoje estão ficando adolescentes, eu, ah, sou uma sexagenária feliz da vida!!!

segunda-feira, 7 de maio de 2018

A Vida sempre sabe o o que faz, assim aprendi no decorrer da minha Vida com esse mestre,Luiz Antonio Gasparetto!

"A vida me cobrou. Sou inteligente e posso fazer. O importante é saber como expressar meu amor de uma forma legítima. (...) Tô aprendendo a dizer que gosto. Peço que você que me segue não faça preces. Deus já está comigo. Então, peço que mentalize, que me veja mais gordinho, mais cheinho, me veja ativo, bonito, falando coisas que tocam seu coração". Luiz Gasparetto
Ele ensinou e quem aprendeu sabe do que é isso de saber aceitar o que não se pode mudar, podemos tentar de tudo, mas cada qual é único, cada qual tem a sua sensibilidade, seu jeito, sua forma de encarar as dificuldades da vida terrena, pois a matéria faz parte da alma, a temos sempre, até no mundo espiritual levamos a forma do nosso corpo carnal da última reencarnação.
Não importa no que eu creia, (aqui falo de mim), o que importa é o que sinto, amo e respeito os meus sentimentos, pois eles me levam pelos caminhos que trilho, pelos que trilhei e se eu merecer, trilharei do mesmo jeito, pois sentir é mesmo genuíno, podemos dizer o que quisermos, mas o que sentimos, ah, isso não se pode mudar, sentimentos são sentimentos e não importa se bons ou ruins, temos os dois de forma paralelo!
Estou ainda pensativa sobre a morte, ela andou rondando meus amigos, alguns parentes, alguns tiveram de ir, eu aqui divagando para poder registrar que, na vida não se deve lutar, pois luta é cansativa, pois há coisas que não adianta a luta, principalmente quando se trata de uma coisa tão decisiva, a morte!
A morte é igual a vida, nasce-se e sendo assim morre-se, lei, lei da vida!
Gasparetto teve e sempre terá meu respeito, minha admiração, meu carinho, eu sofri algumas passagens dos meus amados, avós,pai, mãe, amigos, parentes queridos e recentemente se foram três(esse ano está de "amargar") e agora o Gaspa, ( morava perto do meu bairro)quase que da família! 
Aqui deixo minha forma de viver, um dia irei, ainda não sei de que forma, tenho boa saúde, mas irei sim, como todo mundo!
Preparada? Não sei?!

Abraços apertados a todos os meus amigos que me seguem por aqui e fazem parte de minha vida!

Ivone

12 comentários:

  1. Descanse em paz. Minha mãe era leitora assídua dele e da Zíbia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é querido amigo Paulo, quem leu e assimilou as leituras, que sentiu a alma desse ser maravilhoso, está hoje sentindo tristeza, que vai passar, como tudo na vida passa, não se pode viver de dores!
      Abraços apertados!

      Excluir
    2. Ah, por falar em dor, ele quase não sentiu, ele mesmo disse em seu último vídeo!
      Pois o medo da morte que se diz nem é por "ir" daqui, mas pela forma como se vai, ele foi como sempre pregou, na paz!Consolador isso!

      Excluir
  2. A lei da vida é essa,nascer e morrer e para muitos que acreditam como nós,não existe a palavra medo de partir para outra morada,desde que tenha cumprido o que escolheu para a vida terrena.
    E se ele foi uma pessoa que tenha feito outras felizes,sem pedir nada em troca sua alma está em paz.
    Lindo texto Ivone.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  3. Querida Carmem, ele foi em paz, exerceu seu dom, ajudou muitas pessoas, foi e é amado, pois a paz a gente já tem por aqui mesmo e leva para a vida espiritual!
    Lamento que muitos kardecistas o discrimine por ter deixado a doutrina, pois ele passou a ser cristão independente, fundou uma instituição e viveu disso, com as vendas dos seus escritos e seus cursos.
    A vida é troca, quem vive no mundo material precisa trocar viver do seu trabalho, ele e a dona Zíbia saíram do Kardecismo.
    Eu não sou Kardecista e também nunca fui a um curso do Gasparetto, mas se há tanta gente que o ama é porque ele fez muto bem sempre!
    A morte não importa, o que importa é a vida, o que se deixa, a paz daqui se leva junto, ele teve a morte que mereceu, sem muitas dores, muitos sofrimentos, eis uma benção!
    Obrigada pelo carinho de ter comentado aqui, eu nem esperava, pois sei que você não gostava deles, Gaspa e Zíbia não são bem vistos pelos adeptos do kardecismo!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  4. Cada um lida de um jeito com as perdas dos entes queridos e é natural que se pense em morte quando acontecem essas perdas, as isso se chama racionalização e é pessoal. O meus respeitos (sentimentos) pelas suas perdas. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  5. olá, querida amiga...

    um texto fantástico de gasparetto.

    há k aceitar as coisas como elas são e não há de que...

    tu pensas, eu penso, mas o k for será. amo viver, tal como tu, e creio k não estou preparada para a morte, k, tal como dizes, é tão natural qto a vida, mas...

    vamos vivendo intensamente cada dia e depois logo se verá.

    beijinho e tudo de bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga Céu, uma coisa tão natural, a morte, mas, como dizes, será o que terá de ser nem adianta temer, mas temo sim, como todo mundo, é incógnita, não fico pensando muito sobre a morte, sempre procuro viver o máximo que eu puder!
      Somos vulneráveis, não há como ser diferente, cada ser que vemos morrer, pensamos e sentimos que é assim, mas é natural, sim, natural, temos de tentar não nos prender ao fato, só isso!
      Amiga, eis um tema que dá o que falar e escrever, eu adoro viver, rir, sou alegre por natureza, isso é muito bom, bom pra mim e para os que fazem parte de minha vida!
      Abraços bem apertados com beijinhos!

      Excluir
  6. OI IVONE!
    ADOREI TEUS ESCRITOS SOBRE ESTE SER TÃO ESPECIAL COMO O FOI O GASPARETO.
    AMIGA CREIO QUE NUNCA ESTAREMOS PREPARADOS PARA A MORTE, NÃO SEI PORQUE TEMOS ESTA REJEIÇÃO E FALTA DE PREPARO POIS COMO SE DIZ, ELA FAZ PARTE DA VIDA.
    NÃO ESTOU PREPARADA TAMBÉM.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Caramba, belo texto, não o conhecia, apenas Zibia vou procurar saber mais sobre ele.

    sacredsexclub.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cleber, obrigada pela visita e comentário!
      Procure sim, verás que ele deixou rico legado, muitos aprenderam e ainda continuará ensinando, fez escola!
      Abraços apertados!

      Excluir

Meus amigos e visitantes, obrigada pela visita, se quiserem comentar ficarei muito feliz em ler e visitarei também cada um de vocês em forma de carinho e para manter a amizade que pra mim é fundamental! Abraços apertados!

Ivone H Sato