TRANSCENDÊNCIA.

Minha foto
Meu nome completo é Ivone Henriques Sato, sou casada e feliz por ter encontrado o amor em minha Vida com "V" MAIÚSCULO,como costumo dizer e escrever, aqui deixo meus pareceres sobre a Vida, minha linda e amada Vida que ganhei de presente. Sim, de presente, viver é mesmo um lindo presente, portanto agradeço imensamente, principalmente aos meus familiares queridos, meu casal de filhos, casados, felizes, meus netos amados, dois lindos casais, hoje estão ficando adolescentes, eu, ah, sou uma sexagenária feliz da vida!!!

domingo, 23 de março de 2014

"Os homens só podem compreender um livro profundo, depois de terem vivido pelo menos, uma parte daquilo que ele contém." ( Ezra Pound )

Ezra Pound é considerado o maior poeta do mundo do século XX, sua influência permanece forte até hoje, no Brasil, quem escreve de forma simples e até objetiva está seguindo essa linha, dá-se o nome de "concretismo".
Não vou me estender muito aqui para não cansar, mas há outro poeta que também seguiu essa linha do concretismo, Vladimir Maiakóviski, escritor Russo, no Brasil, Augusto de Campos, e até leio alguns blogueiros que seguem com sucesso essa linha, blogue também é cultura!
Portanto vamos indo, lendo e estudando, aprender é sempre bom, enriquece nossa mente e não deixa morrer neurônios, assim penso!
Citarei dois poemas exemplares sobre "concretismo":

"Na primeira noite eles se aproximam e roubam uma flor do nosso jardim. E não dizemos nada. Na segunda noite, já não se escondem; pisam as flores, matam nosso cão, e não dizemos nada. Até que um dia, o mais frágil deles entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a luz, e, conhecendo nosso medo, arranca-nos a voz da garganta. E já não podemos dizer nada. " (Eduardo Alves da Costa, no poema "No caminho com Maiakóvski")

A Cama de Pregos: 
"Tenho o corpo varado de angústias e não encontro posição de repouso. Porque aos de minha geração foi dado existir numa cama de pregos, entre o espasmo e o grito, antes da primeira frase se fazer orvalho contra as paredes da cela. Não há possibilidade de fuga para nosso instinto..."  Eduardo Alves da Costa

Esses poemas são meio longos, postei só pequena parte para se ter uma ideia, pois sempre que lemos poemas  temos de pensar que por detrás há sempre alguém a nos influenciar, nada é genuíno, também escrevo por ter lido muitos livros, pego o fio da meada da ideia e desenvolvo com a minha mente que aprendeu a interpretar, cada leitor entende de um jeito, tudo depende do momento em que está vivendo, por isso escolhi a frase acima, que é bem assim, só se compreende um livro profundo se o escritor vivenciou parte do que escreveu!

Ivone



7 comentários:

  1. Amo pensar, mesmo porque a nossa mente nunca pára mesmo, sendo assim em vez de pensar "bobeiras" penso logo em coisas que me fazem ficar melhor, sei que as pessoas gostam de ler e entender o que leem, mas nem sempre se consegue, acho que os escritores deveriam ser todos mais claros, pois é, como posso entender que alguém está sofrendo se elas dizem somente uma palavra sobre dor, tem tantos tipos de dores!
    Dores físicas, dores emocionais, dores por frustrações, invejas, abandonos, são tantas, apenas uma palavra não define a tal dor que se sente e que queira passar para que os leitores possam entender e interpretar?!
    Leio os blogueiros e se percebo comento se não percebo deixo o dito pelo não dito, ou melhor, escrito pelo não escrito!


    ResponderExcluir
  2. Ivone!!!

    Que bom encontra la novamente.
    Belíssimo trabalho...admiro sua maneira de ver ,tens um olhar melhor.
    Parabéns poetisa e amiga.
    SInto tua falta...em meu blog.
    Abraço , e felicidade a todos os seus...
    SINVAL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinval, saudade, que prazer ter você aqui, irei visitá-lo com certeza, é um prazer ter amigos assim como você!
      Obrigada pelo seu carinho!
      Abraços!

      Excluir
  3. Amiga que texto maravilhoso sobre os homens amei
    tenha uma semana abençoada.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderExcluir
  4. Olá, Boa tarde, querida Ivone,
    sobre o gostar de entender o que se lê, e muitas vezes , isso não ocorrer, é justamente o que propôs o concretismo... uma manifestação abstrata da arte... que foi a modificação de uma visão mais tradicional de poesia , pois implica numa metáfora eficaz de propor um repensar... há uma realidade palpável, sim, mas que pode ser observada de diferentes ângulos..pelas experiências, vivências e momentos que estamos passando...digo isso, porque quantas vezes, lemos algo e ao fazermos uma releitura, em outro momento, nosso entendimento já foi modificado!
    A não ser que é um clichê ou obviedades,lógico!
    Obrigado,
    pelo carinho, belos dias, beijos!

    ResponderExcluir
  5. Verdade isso, amigo Felisberto, sempre releio quando não entendo, mas a cada relida há uma nova maneira de entender, muito bom isso, nosso cérebro é, muitas vezes, um magnífico mistério, até os estudiosos da mente ficaram e ficam em situações sem soluções, pois é!
    Abraços meu amigo, gosto de interagir contigo, várias visões de tudo!

    ResponderExcluir
  6. Amiga passando para ti deseja um belo dia.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderExcluir

Meus amigos e visitantes, obrigada pela visita, se quiserem comentar ficarei muito feliz em ler e visitarei também cada um de vocês em forma de carinho e para manter a amizade que pra mim é fundamental! Abraços apertados!

Ivone H Sato