TRANSCENDÊNCIA.

Minha foto
Meu nome completo é Ivone Henriques Sato, sou casada e feliz por ter encontrado o amor em minha Vida com "V" MAIÚSCULO,como costumo dizer e escrever, aqui deixo meus pareceres sobre a Vida, minha linda e amada Vida que ganhei de presente. Sim, de presente, viver é mesmo um lindo presente, portanto agradeço imensamente, principalmente aos meus familiares queridos, meu casal de filhos, casados, felizes, meus netos amados, dois lindos casais, hoje estão ficando adolescentes, eu, ah, sou uma sexagenária feliz da vida!!!

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

O ser que somos.

"Nossa humanidade encontra sentido na doutrina da reencarnação, mas acaba se decepcionando com essa ideação, pois não consegue atualizar a memória de seus outros personagens; quando foi poderosa, miserável, homem, mulher, do bem, do mal e tantos outros roteiros disponíveis no incrível supermercado existencial. Não há nada mais misericordioso do que o esquecimento, pois se tivéssemos de nos lembrar de existências anteriores não nos sobraria tempo para existir na atual. Além do quê, do ponto de vista cósmico, produzimos muito pouca coisa que mereça ser lembrada, a maior parte do tempo existimos numa periferia da consciência e não fazemos nada definido, participando de um limbo que limita o atrevimento para desvendar o mistério do ser que somos e que aguarda para iluminar-nos de dentro para fora." Oscar Quiroga 

Assim como o Quiroga,também acredito e gosto de acreditar em reencarnação e que bom que, sendo essa a explicação pelo fato de não nos lembramos das vidas passadas, pois acredito que basta as lembranças da que aqui temos e nos sentimos o tempo todo nos culpando, vigiando, amando, estudando e nunca alcançando a plena realização! 
Muitas vezes levamos até anos para aceitar mudanças, as perdas nos deixam em estado de confusão, muitos levam até dois anos para sanarem a alma da dor do luto!
Imaginando tudo isso que aqui vivemos e convivemos, seria muito triste relembrar coisas de vidas passadas.
Se não há reencarnação, como podemos em nossa vida aqui, em espaço no máximo de vida até aos oitenta e poucos anos, sendo que a produtiva leva mais ou menos a metade, que sentido teríamos viver sem expectativa de um dia poder dizer "valeu"?!
Há também a questão, porque uns são tão felizes e realizados e outros tão sofridos, sem chances, acredito até que há os que culpam Deus e o Demônio por isso e muitas outras coisas?!
Vivemos "gerundiando" o tempo todo e nem sempre é o tempo suficiente!
Ainda bem que acredito que tenho chances sem fim! Seguirei, seguirei minha convicção, pois pra mim é de grande consolação! 
Abraços apertados meus irmãos!

Ivone